//
Leia...
Cinema, Deguste, Literatura, Livros

[Deguste] Maze Runner – Correr ou Morrer

maze-runnner-correr-ou-morrer-1A saga começou com a minha tentativa frustrada de comprar esse livro. Desde meados de novembro e dezembro de 2013 eu estava de olho nessa obra de James Dashner. Eu fui incontáveis vezes em livrarias e esse volume, especificamente, sempre estava em falta. Tentei comprar online, mas, adivinhem? Em falta no estoque. Eu até cheguei a comprar, mas como estava em falta, precisei aguardar que a livraria checasse com as distribuidoras. E, novamente, não consegui. A compra foi cancelada por falta do produto. Estava quase desistindo, quando minha avó me deu como presente de aniversário, em março de 2014.

Bem, a demora para adquiri-lo – cerca de quatro meses – foi inversamente proporcional ao tempo que levei para acabar de lê-lo. Foram quatro dias e 426 páginas de tirar o fôlego. Correr ou Morrer é um daqueles livros que te prende desde o início e que você não consegue largá-o até chegar na última página.  E essa é, ao meu ver, a principal qualidade do texto de Dashner. A cada final de capítulo, o escritor estadunidense deixa um gancho para o leitor, que seguirá para a próxima página, mesmo que precise largar o livro por um instante. Eu me peguei várias vezes usando uma boa dose de força de vontade para conseguir dar uma pausa na leitura e me dedicar a outras coisas do dia-a-dia (quem dera eu poder viver só de leitura!).

Sinopse
Ao acordar dentro de um escuro elevador em movimento, a única coisa que Thomas consegue lembrar é de seu nome. Sua memória está completamente apagada. Mas ele não está sozinho.
Quando a caixa metálica chega a seu destino e as portas se abrem, Thomas se vê rodeado por garotos que o acolhem e o apresentam à Clareira, um espaço aberto cercado por muros gigantescos. Assim como Thomas, nenhum deles sabe como foi parar ali, nem por quê. Sabem apenas que todas as manhãs as portas de pedra do Labirinto que os cerca se abrem, e, à noite, se fecham. E que a cada trinta dias um novo garoto é entregue pelo elevador. Porém, um fato altera de forma radical a rotina do lugar – chega uma garota, a primeira enviada à Clareira. E mais surpreendente ainda é a mensagem que ela traz consigo.
Thomas será mais importante do que imagina, mas para isso terá de descobrir os sombrios segredos guardados em sua mente e correr, correr muito.

Correr ou Morrer é o primeiro livro da saga Maze Runner, que é composta por mais três volumes (os demais são: Prova de Fogo, Cura Mortal e Ordem de Extermínio – este é um prequel da saga). Por várias páginas o leitor se sente tão perdido quanto o protagonista Fedelho, digo, Thomas. Aguadeiro, Corredor, Verdugos, Plog, Mértila e mais um par de termos esquisitos nos são apresentados logo no início do livro, tornando universo da tal Clareira, onde Thomas é acolhido pelo grupo de garotos – os Clareanos – ainda mais esquisito. Uma série de perguntas são levantadas ao longo de cada capítulo e a medida em que Thomas vai conseguindo obter escassas respostas dos garotos, os mistérios parecem aumentar. É uma história repleta de ação, mistério e – por que não – uma certa angústia.

A leitura é simples, flui rapidamente e, embora tenha tantos aspectos para serem descritos com riqueza de detalhes, está longe de ser enfadonha. Os personagens são cativantes e, ao meu ver, bem elaborados. Dashner soube definir bem a personalidade de cada, mas mantendo sempre a ambivalência, o que os torna de fato humanos. Chuck, Newt, Minho, Alby, Gally, Caçarola, Teresa, o leitor certamente irá criar uma ligação com eles. E esse, para mim, é um dos segredos para uma boa história: a conecção que o escritor consegue criar entre seus personagens e o leitor.

Há sim alguns pontos fracos que podem ser destacados, que, no entanto, não afetaram o ritmo da minha leitura e muito menos prejudicaram a narrativa de Dashner. Apenas poderiam ser melhores trabalhados pelo escritor. Alguns desses aspectos são: situações com desfechos óbvios e a tentativa forçada de romance. Sobre este último, eu espero de fato que nos outros livros o autor tenha desenvolvido melhor a relação e conecção dos personagens, tornando-a mais natural, capaz de sentirmos realmente a ligação de um com o outro. Apesar desses pontos, Correr ou Morrer,  é um livro que merece ser lido sim. Como disse no início do post, Dashner consegue manter o leitor vidrado na aventura dos Clareanos, sempre deixando um gancho ao final de cada capítulo. E, principalmente, ainda que lance uma enxurrada de mistérios sobre o leitor, consegue responder as perguntas que devem ser respondidas, mas deixando um gancho curioso para o próximo volume. Para quem gosta de sagas infantojuvenis (as tais das young adults), será uma leitura muito prazerosa, você vai querer ler os demais livros assim que acabar o primeiro. Eu mal posso esperar para comprar Prova de Fogo (e lá vamos nós na saga de encontrar um exemplar disponível!).

Lembrando que ainda neste ano de 2014, está previsto o lançamento da adaptação da obra pela Fox. A estreia nos EUA e aqui no Brasil está prevista para o dia 19 de setembro. A direção é de Wess Ball, com o elenco composto por: Dylan O’Bryen (Teen Wolf) como Thomas; Kaya Scodelario (Skins) como Teresa; Aml Ameen como Alby; Thomas Brodie-Sangster (Game of Thrones) como Newt; Ki Hong Lee como Minho; Blake Cooper como Chuck; e Will Poulter (As Crônicas de Nárnia) como Gally. Confira o trailer:

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Instagram

Houve um erro ao recuperar imagens do Instagram. Uma tentativa será refeita em poucos minutos.

Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: